Chicago e dólar em baixa devem travar mercado doméstico de soja

65

     Porto Alegre, 4 de outubro de 2019 – O cenário não favorece a comercialização da soja no mercado brasileiro nesta sexta-feira. Chicago e dólar seguem em baixa, afastando os negociadores, que aguardam um cenário melhor para retornar ao mercado. O plantio da nova safra centra as atenções dos produtores.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em novembro apresentam baixa de 0,19%, a US$ 9,10 por bushel.

* Apesar da retração, os ganhos acumulados na semana giram em torno de 3%, reflexo da boa demanda pela soja norte-americana, além de estoques menores que o esperado no país e a expectativa de retomada nas negociações entre Washington e Pequim, a partir de 10 de outubro.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para outubro ficou em 83 a 90 pontos acima de Chicago. Para fevereiro, o valor é de 35 a 45 pontos acima.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com desvalorização de 0,36% a R$ 4,074.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam mistas. Xangai, feriado; e Tóquio, +0,32%.

* As principais bolsas na Europa operam firmes. Paris, +0,19%; Frankfurt, +0,02% e Londres, +0,30%.

* O petróleo opera em alta. Novembro do WTI em NY: US$ 52,76 o barril (+0,57%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,06%, a 98,80 pontos.

MERCADO INTERNO

* O mercado brasileiro de soja apresentou cotações mais baixas nesta quinta-feira, pressionado pela forte desvalorização do dólar e pelas perdas também da oleaginosa na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). O dia foi calmo e lento na comercialização, com o produtor sem interesse e com poucos negócios reportados.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos recuou de R$ 83,50 para R$ 83,00 a saca. Na região das Missões, a cotação baixou de R$ 83,00 para R$ 82,50. No porto de Rio Grande, o preço caiu de R$ 88,00 para R$ 87,50.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço caiu de R$ 82,00 a saca para R$ 81,00. No porto de Paranaguá (PR), a saca recuou de R$ 88,00 para R$ 86,50.

* Em Rondonópolis (MT), a saca se manteve em R$ 78,00. Em Dourados (MS), a cotação caiu de R$ 80,00 para R$ 78,00. Em Rio Verde (GO), a saca caiu de R$ 80,00 para R$ 78,00.

AGENDA

– Dados de produção, vendas e exportação de máquinas agrícolas em setembro – Anfavea, a partir das 11hs.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA