Tempo seco acelera produção de açúcar e etanol no Centro-Sul

86

     Porto Alegre, 25 de outubro de 2019 – Conforme novo relatório de acompanhamento de safra da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), o volume de cana moída na safra 2019/20 até 16 de outubro aumentou 5% no Centro-Sul, na comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo 510,265 milhões de toneladas.

     Já a produção de açúcar caiu 1,07%, totalizando 23,709 milhões de toneladas. A produção de etanol total aumentou 5,93%, atingindo 27,517 bilhões de litros, contra 25,977 bilhões de litros no mesmo período do ano passado. Já a produção de anidro avançou 3,98%, para 8,315 bilhões de litros, enquanto a de hidratado subiu 6,8%, para 19,201 bilhões de litros.

     A proporção de cana colhida direcionada para a produção de açúcar no acumulado da safra até 16 de outubro foi de 35,31%, ante 36,11% até o mesmo período de 2018/19. A região processou 37,470 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira metade de outubro, contra 25,628 milhões de toneladas registradas na mesma quinzena de 2018, elevação de 46,21%.

     De acordo com o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua de Rodrigues, em 2018 as chuvas de primavera foram antecipadas e comprometeram a operacionalização da colheita, reduzindo o aproveitamento de moagem. “Em contrapartida, a condição climática de 2019 garantiu um melhor rendimento operacional nas últimas quinzenas, permitindo um avanço da safra em relação aos índices observados no último ciclo agrícola”, concluiu.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA