Exportação fraca limita maior avanço no preço do frango em outubro

109

     Porto Alegre, 1 de novembro de 2019 – A avicultura de corte experimentou alguma alta de preços no decorrer do mês de outubro, muito embora esse movimento tenha sido moderado em razão do desempenho abaixo do esperado nas exportações de carne de frango ao longo do segundo semestre, segundo a avaliação do analista de SAFRAS & Mercado, Fernando Iglesias. “Os custos de produção também subiram bastante ao longo do mês, encolhendo a margem operacional da atividade”, comenta.

     De acordo com levantamento de SAFRAS & Mercado, no atacado de São Paulo, os preços tiveram algumas alterações para os cortes congelados de frango ao longo do mês. O quilo do peito no atacado seguiu em R$ 5,30, o quilo da coxa subiu de R$ 5,00 para R$ 5,30 e quilo da asa de R$ 7,30 para R$ 8,90. Na distribuição, o quilo do peito continuou em R$ 5,50, o quilo da coxa passou de R$ 5,10 para R$ 5,50 e o quilo da asa de R$ 7,50 para R$ 9,00.

     Nos cortes resfriados vendidos no atacado, o cenário também foi de algumas mudanças ao longo do mês. No atacado, o preço do quilo do peito seguiu em R$ 5,40, o quilo da coxa subiu de R$ 5,12 para R$ 5,42 e o quilo da asa de R$ 7,38 para R$ 8,98. Na distribuição, o preço do quilo do peito permaneceu em R$ 5,60, o quilo da coxa passou de R$ 5,22 para R$ 5,62 e o quilo da asa de R$ 7,58 para R$ 9,08.

     Iglesias salienta que há uma boa expectativa de demanda para o último bimestre do ano, período que é considerado auge no consumo de carne de frango.

     O levantamento mensal realizado por SAFRAS & Mercado nas principais praças de comercialização do Brasil indicou que, em Minas Gerais, o quilo vivo avançou de R$ 3,20 para R$ 3,40. Em São Paulo o quilo vivo continuou em R$ 3,30.

     Na integração catarinense a cotação do frango baixou de R$ 2,50 para R$ 2,49. No oeste do Paraná o preço avançou de R$ 3,07 para R$ 3,11. Na integração do Rio Grande do Sul o quilo vivo baixou de R$ 3,25 para R$ 3,00.

     No Mato Grosso do Sul o preço do quilo vivo do frango subiu de R$ 3,15 para R$ 3,35. Em Goiás o quilo vivo avançou de R$ 3,15 para R$ 3,35. No Distrito Federal o quilo vivo aumentou de R$ 3,20 para R$ 3,40.

     Em Pernambuco, o quilo vivo continuou em R$ 4,20. No Ceará a cotação do quilo vivo se manteve em R$ 4,20 e, no Pará, o quilo vivo seguiu em R$ 4,40.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA