Preços do açúcar voltam a cair no cenário internacional em outubro

89

     Porto Alegre, 01 de novembro de 2019 – Os preços internacionais do açúcar voltaram a cair em outubro, depois da reação verificada em setembro. Os contratos com entrega em março do açúcar bruto negociados em Nova York fecharam a sessão do dia 31 de outubro a 12,48 centavos de dólar por libra-peso, queda de 1,34% em relação à última cotação de setembro (12,65 centavos de dólar por libra-peso no dia 30).

      Apesar dessa nova queda, o mercado se manteve dentro do chamado “canal lateral”, oscilando em estreitas margens, entre as linhas de 12 a 13 centavos.  Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Maurício Muruci, o mercado internacional ainda observa um cenário de superávit no saldo entre a oferta e a demanda, ao redor dos 5 milhões de toneladas, o que impede voos mais altos para os contratos futuros ou pelo menos uma recuperação contundente.

Clima seco acelera produção na primeira quinzena

    A região Centro-Sul processou 37,470 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na primeira metade de outubro, contra 25,628 milhões de toneladas registradas na mesma quinzena de 2018, elevação de 46,21%, conforme dados da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (uNICA). A produção de açúcar totalizou 1,9 milhão de toneladas, com crescimento de 70%, enquanto a produção de etanol total avançou 55%, atingindo 2,3 bilhões de litros.

     De acordo com o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua de Rodrigues, em 2018 as chuvas de primavera foram antecipadas e comprometeram a operacionalização da colheita, reduzindo o aproveitamento de moagem. “Em contrapartida, a condição climática de 2019 garantiu um melhor rendimento operacional nas últimas quinzenas, permitindo um avanço da safra em relação aos índices observados no último ciclo agrícola”, concluiu.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA