Associação de usinas da Índia reduz estimativa para safra de açúcar

101

     Porto Alegre, 08 de novembro de 2019 – A produção de açúcar da Índia na safra 2019/20 (outubro-setembro) deve diminuir 19%, para 26,85 milhões de toneladas, em comparação com 33,16 milhões de toneladas na temporada anterior, tocando assim no nível mais baixo em três anos, informou nesta semana a Associação das Usinas de Açúcar da Índia (ISMA, na sigla em inglês), citando chuvas irregulares e inundações em Maharashtra e Karnataka, os dois principais estados produtores de cana, pelo declínio na área total da cana. A produção em 2017/18 foi de 32,45 milhões de toneladas.

    A ISMA, que apontara preliminarmente a produção de 2019/20 em 28,20 milhões de toneladas para a safra 2019/20, reduziu seus números depois de considerar as estimativas de área cultivada, produtividade, taxas de ATR, chuvas e outros fatores. Essa estimativa levava em conta um regime de chuvas de monção “dentro da normalidade”.

    A colheita da cana em Maharashtra e Karnataka, estados que contribuem com cerca de 35-40% da produção total de açúcar do país, foi afetada negativamente devido a várias razões. A área total de cana da Índia pode diminuir em 12%, para 4,83 milhões de hectares, em comparação com 5,50 milhões de hectares na última safra.

Line up aponta embarques de 672 mil toneladas

     O total de navios que aguarda para embarcar açúcar nos portos brasileiros estava em 25 na semana encerrada em 06 de novembro, contra 24 da semana anterior (30 de outubro), de acordo com levantamento realizado pela agência marítima Williams Brasil. Conforme o relatório, foi agendado carregamento de 671.807 toneladas de açúcar, contra 823.268 toneladas na semana anterior.

     Pelo Porto de Santos (SP) deve ser carregada a maior parte, 254.700 toneladas, ou 38% do total. Depois, aparecem o porto de Paranaguá, no Paraná (202.900 toneladas – 30%), Maceió, em Alagoas (112.888 toneladas – 17%), Recife, em Pernambuco (85.269 toneladas – 13%), e Suape, também em Pernambuco (16.050 toneladas – 2%).

     A carga de açúcar a ser exportada consiste da variedade VHP (570.177 toneladas), Refinado A-45 (50.130 toneladas) e Cristal B150 (51.500 toneladas). O relatório da agência leva em conta as embarcações já ancoradas, as que estão em largo esperando atracação e ainda as com previsão de chegada até 06 de dezembro.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA