Arroz gaúcho perde força, mas segue favorável à exportação

98

     Porto Alegre, 14 de novembro de 2019 – Os preços domésticos do arroz perderam força ao final da primeira quinzena de novembro. Na média do Rio Grande do Sul, principal referencial nacional, a saca de 50 quilos encerrou o dia 13 cotada a R$ 46,33, com queda de 0,96% em 7 dias. Mas ainda acumula elevação de 1,20% frente ao mês anterior, sendo 9,02% mais alto frente ao mesmo período do ano passado.

     Mesmo com o quadro de oferta menor, devido à expressiva quebra da safra no país, o Rio Grande do Sul continua com suas vendas externas em alta, em virtude da boa demanda do produto nacional. “A cotação do dólar oferece competitividade ao cereal brasileiro”, lembra o analista de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana.

     Em outubro, o Brasil importou 19,5 mil toneladas de arroz em base casca a mais do que exportou. No total, foram importadas 101,6 mil toneladas de arroz (base casca) no mês e exportadas 82,1 mil toneladas.

     No acumulado da temporada (mar/19 – out/19), o país conta com uma balança comercial praticamente zerada. “Foram importadas menos de 1 mil toneladas a mais do que exportadas”, destaca Viana. “O volume de importação deverá crescer mais nos próximos meses, para suprir a demanda doméstica nesta temporada”, prevê.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA