Crescimento mundial hoje vem principalmente da Ásia, diz Campos Neto

121

Porto Alegre, 19 de novembro de  2019 – O crescimento da economia mundial no momento vem quase inteiramente da Ásia, e o que se observa nos demais países é que a expansão se estabilizou num nível baixo, com algumas exceções, disse o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto.

“O delta de crescimento é quase inteiro de países asiáticos”, disse ele durante uma audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, acrescentando que o crescimento econômico global foi prejudicado por alguns fatores geopolíticos, entre eles a tensão comercial entre os Estados Unidos e a China.

Ele citou como outros exemplos o envelhecimento da população na Europa – e a falta de consenso sobre qual deve ser a ferramenta para estimular a retomada da atividade na região – e a crise na Argentina, que puxou para baixo a expansão da América Latina, mas no ano que vem deve ter um efeito menos negativo.

As informações são da Agência CMA.

Revisão: Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo