Futuros de petróleo fecham em alta devido a tensões no Oriente Médio

89

    Porto Alegre, 20 de novembro de 2019 – Os preços dos contratos futuros fecharam o pregão em alta devido a tensões no Oriente Médio e uma alta menor do que a esperada nos estoques de commodity dos Estados Unidos.

    Rebeldes Houthi, no Iêmen, capturaram aviões da Arábia Saudita e Coreia do Sul na noite de ontem. Embora já tenham libertado os veículos, o episódio causou tensão na área, que condensa um quinto da passagem de petróleo em oleodutos, localizados no estreito de Ormuz.

    Além disso, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que apoiaria as decisões da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em sua próxima reunião, indicando que se novos cortes na produção forem pedidos, os aliados do órgão também cumprirão com as metas.

    Por fim, analistas também indicam que a alta de 1,4 milhão de barris nos estoques de petróleo norte-americanos influenciou os preços. “Embora o crescimento tenha vindo de acordo com as projeções do mercado, ela foi bem menor do que o reportado pelo Instituto Americano de Petróleo (API) ontem, o que deu suporte aos preços”, afirma o analista da FX Empire, James Hyerczyk.

    O preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex e com entrega para janeiro subiu 3,44%, cotado a US$ 57,11 o barril. Já o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE com entrega para dezembro avançou 2,47%, cotado a US$ 62,40 o barril.

    As informações partem da Agência CMA.

Revisão: Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA