Oferta restrita deve sustentar mercado de milho no Brasil

94

     Porto Alegre, 21 de novembro de 2019 – O mercado brasileiro de milho deve manter um quadro de preços sustentado nesta quinta-feira, em meio ao volume de ofertas reduzido para venda por parte dos produtores. No cenário externo, Chicago opera com ganhos, tentando se recuperar das perdas recentes.

CHICAGO

* Os contratos com entrega em dezembro/19 operam com ganho de 1,00 centavo, ou 0,27%, cotada a US$ 3,67 3/4 por bushel.

* Em sessão volátil, a Bolsa de Chicago busca suporte na expectativa em torno do avanço nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

* Os investidores aguardam também a divulgação do relatório das vendas líquidas semanais norte-americanas de milho por parte do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

* Ontem (20), os contratos de milho com entrega em dezembro de 2019 fecharam a US$ 3,66 3/4, baixa de 3,25 centavos de dólar, ou 0,87%, em relação ao fechamento anterior.

CÂMBIO

* O dólar comercial opera com baixa de 0,01% a US$ 4,203.

INDICADORES FINANCEIROS

* As bolsas da Ásia fecharam em baixa. Xangai, -0,25%; e Tóquio, -0,48%.

* As principais bolsas na Europa operam em baixa. Paris, -0,26%; Frankfurt, -0,21% e Londres, -0,74%.

* O petróleo opera em alta. Janeiro do WTI em NY: US$ 57,24 o barril (+0,38%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,16% a 97,78 pontos.

MERCADO

* O mercado brasileiro de milho apresentou preços pouco alterados nesta quarta-feira. O interesse foi reduzido e a movimentação escassa de negócios diante do feriado em São Paulo e outras praças, dia da Consciência Negra. Assim, não houve motivo para alterações nos valores em uma quarta-feira morna para o milho, como caracterizou o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari.

* No Porto de Paranaguá, o preço ficou em R$ 40,50/44,00 a saca. Em Santos, o preço girou em torno de R$ 41,50/45,00 a saca.

* No Paraná, a cotação ficou em R$ 40,00/41,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 43,50/44,50 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 46,50/47,00 a saca.

* No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 44,00/45,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 42,00/43,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 38,00/40,00 a saca em Rio Verde, no disponível. Em Mato Grosso, preço ficou a R$ 34,00/35,00 a saca em Rondonópolis, para o disponível.

AGENDA

– Dados semanais e mensais sobre a safra de grãos e café do Paraná (Deral), na parte da manhã.

– Estimativa para a safra mundial de grãos – CIG, na parte da manhã.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (22/11)

– Alemanha: A leitura revisada do Produto Interno Bruto (PIB) de terceiro trimestre de 2019 será publicada às 4h pelo Destatis.

– Divulgação do IPCA-15 de novembro – IBGE, 9hs.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Evolução do plantio de soja no Brasil -SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA