Primeira quinzena de novembro marca forte crescimento na produção de etanol, aponta UNICA

102

     São Paulo, 25 de novembro de 2019 – Os primeiros quinze dias de novembro registraram robusto crescimento na produção de etanol em função do maior direcionamento da matéria-prima para a fabricação do biocombustível – 71,73% da cana-de-açúcar processada foi destinada à produção de etanol, contra 65,92% no mesmo período da safra 2018/2019.

     Como resultado, a produção do biocombustível alcançou 1,30 bilhão de litros nos primeiros quinze dias do mês, registrando alta de 19,03% quando comparado ao mesmo período de 2018. Deste volume, 872,81 milhões de litros foram de etanol hidratado e o restante, 426,54 milhões de litros, de etanol anidro. 

     A produção quinzenal de açúcar, por sua vez, alcançou 785,98 milhões de toneladas na primeira metade do mês, registrando queda de 11,31% em relação à quantidade fabricada em igual período do último ciclo. 

     Para o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues, “o mix de produção mais alcooleiro observado nesta quinzena é surpreendente se considerarmos que nas últimas quinzenas houve uma maior demanda por açúcar, tanto no mercado interno quanto em relação às saídas para exportação”, comentou.

     No acumulado desde o início da safra até 16 de novembro, a produção acumulada de etanol somou 30,87 bilhões de litros, sendo 9,38 bilhões de litros de etanol anidro e 21,48 bilhões de litros de etanol hidratado – este com um crescimento de 8,98% em relação ao valor apurado na safra 2018/2019. 

     No caso do açúcar, a quantidade fabricada alcançou 26,01 milhões de toneladas no acumulado da safra. 

     Em relação ao etanol de milho, por sua vez, totalizou 68,68 milhões de litros na primeira metade de novembro. No acumulado da safra, a produção somou 809,77 milhões de litros, com crescimento de 101,5% sobre o volume apurado para o mesmo período de 2018.

Copyright 2019 – Grupo CMA