Exportações brasileiras de milho atingem 4,288 mi t em novembro

116

     Porto Alegre, 06 de dezembro de 2019 – As exportações de milho do Brasil apresentaram receita de US$ 722,5 milhões em novembro (20 dias úteis), com média diária de US$ 36,1 milhões. A quantidade total de milho exportada pelo país ficou em 4,288 milhões de toneladas, com média de 214,4 mil toneladas. O preço médio da tonelada ficou em US$ 168,50.

     Na comparação com a média diária de outubro, houve uma retração de 16,5% no valor médio exportado, uma baixa de 18,8% na quantidade média diária e ganho de 2,8% no preço médio. Na comparação com novembro de 2018, houve ganho de 13,7% no valor médio diário exportado, elevação de 17,6% na quantidade média diária de volume e desvalorização de 3,3% no preço médio. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços e foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior.

     A semana vai chegando ao final no mercado brasileiro de milho com maior acomodação nos preços. Foi interrompido um processo de altas generalizadas semana após semana por conta da oferta limitada. Ainda há sustentação, mas pouco a pouco o mercado travou esse movimento de avanços nos preços e mostrou até mesmo declínio em alguma praça.

     No balanço semanal, o milho no Porto de Santos, na base de compra, se manteve em R$ 43,00 a saca. Em Campinas/CIF, a cotação na base de venda seguiu estável em R$ 50,00 a saca. Na região Mogiana paulista, as cotações passaram de R$ 48,00 para R$ 47,50.

     Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 42,00 a saca para R$ 43,00 na base de venda. Em Rondonópolis, Mato Grosso, a cotação subiu de R$ 36,00 para R$ 37,00. Já em Rio Verde, Goiás, o mercado avançou de R$ 40,50 para R$ 41,50 a saca. Em Uberlândia, Minas Gerais, cotação subiu de R$ 45,00 para R$ 47,00.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA