Preços do açúcar reagem no Brasil com chuvas e final de safra

108

     Porto Alegre, 06 de dezembro de 2019 – Os preços do açúcar dispararam nesta semana em São Paulo. Em Santos, a saca de 50 quilos do açúcar cristal com até 150 Icumsa está sendo negociada a R$ 68,00, com alta de 4,62% em relação aos patamares da semana passada. Já em Ribeirão Preto, preço de R$ 67,00 a saca, com valorização de 3,08%.

     Os preços avançaram diante das chuvas regulares no centro-sul, com precipitações acontecendo desde o final de outubro. “Com isso, a colheita da cana na fase final da safra vem sendo prejudicada, e muitas toneladas devem ser deixadas no campo para a safra 2020. Além disso, a oferta naturalmente diminui no estágio final da safra. No entanto, estoques amplos em poder das usinas devem limitar avanços mais significativos nos preços”, disse o analista da SAFRAS & Mercado, Maurício Muruci.

    Os estoques de açúcar em poder das usinas do centro-sul somam cerca de 12 milhões de toneladas, sendo 58,09% deste volume de VHP, ou 7,02 milhões de toneladas, e 36,90% de cristal com até 180 Icumsa, ou 4,46 milhões de toneladas. Entre demerara, cristal entre 180 a 300 Icumsa, orgânico, amorfo e refinado, há 604 mil toneladas, ou 5% do restante dos estoques.

Exportações

     As exportações brasileiras de açúcar obtiveram receita de US$ 563,7 milhões em novembro (US$ 474,3 milhões com açúcar bruto e US$ 89,4 milhões com açúcar refinado), conforme dados da Secretária de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

     O volume total embarcado foi de 1,948 milhão de toneladas (1,697 milhão de toneladas de açúcar bruto mais 251 mil toneladas de açúcar refinado). O preço médio foi de US$ 279,50 por tonelada para o açúcar bruto e de US$ 355,90 por tonelada para o açúcar refinado.

     Em outubro de 2019, os embarques de açúcar do Brasil haviam totalizado 1,915 milhão de toneladas, com receita de US$ 542,9 milhões. Em novembro de 2018, os embarques de açúcar do Brasil haviam totalizado 1,858 milhões de toneladas, com receita de US$ 545,6 milhões.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA