Preços firmes no Brasil e confirmação de safra de arroz maior

101

     Porto Alegre, 6 de dezembro de 2019 – Os preços do arroz se mostraram firmes no Brasil na primeira semana de dezembro. Na média do Rio Grande do Sul, principal referencial nacional, a saca de 50 quilos encerrou o dia cotada a R$ 47,48, alta de 1,06% na semana. Também acumula elevação de 1,50% frente ao mesmo momento do mês anterior, sendo 17,68% mais alto frente ao mesmo período do ano passado.

     A cultura no RS chegou em 96% da área de 944.549 hectares estimada para a safra. O tempo favorável em todas as regiões permitiu aos produtores avanços no preparo de novas áreas e plantios. As lavouras estão 100% na fase de desenvolvimento vegetativo.

     De acordo com o novo levantamento realizado por SAFRAS & Mercado, a área a ser plantada com arroz no Brasil na temporada 2019/20 está estimada em 1,692 milhão de hectares, o que representa um decréscimo de 5,1% em relação à da safra anterior. Em outubro, eram esperados 1,682 milhão de hectares.

     O potencial de produção brasileiro é de 11,190 milhão de toneladas, 5,1% superior às 10,650 milhões de toneladas da safra 2018/19. No levantamento anterior, eram projetadas 11,250 milhões de toneladas.

     Conforme o analista de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana, sem grandes mudanças na perspectiva de safra para próxima temporada, as novidades ficaram por parte do Mato Grosso, onde houve alteração para cima na projeção de área e produção após um ano de preços positivos para o arroz no estado.

     “No Rio Grande do Sul, o atraso do plantio não deve trazer grandes perdas de produtividade”, pondera Viana. A produção deve passar de 7,95 milhões de toneladas para 7,90 milhões de toneladas. “Ainda sendo 9% superior frente a safra anterior, que contou com quebras na Fronteira Oeste e região da Campanha no estado gaúcho”, acrescenta.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA