Acordo parcial entre EUA e China é alcançado e depende da aprovação de Trump

393

Acordo parcial entre EUA e China é alcançado e depende da aprovação de Trump

     Porto Alegre, 12 de dezembro de 2019 – Os negociadores norte-americanos chegaram aos termos de um acordo comercial de primeira fase com a China, que agora aguarda a aprovação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de acordo com fontes próximas do assunto ouvidas pela Bloomberg News.

     Os conselheiros de comércio da Casa Branca estão reunidos com Trump neste momento para discutir o acordo e, segundo a Bloomberg, um anúncio oficial pode ser feito ainda hoje.

     Mais cedo, notícia da Dow Jones com base em fontes indicava que os negociadores norte-americanos se ofereceram para reduzir as tarifas existentes pela metade sobre cerca de US$ 360 bilhões em produtos fabricados na China, além de cancelar uma nova rodada de sobretaxas que entrará em vigor no domingo.

     A oferta de redução de tarifas foi feita nos últimos cinco dias e, em troca, o lado norte-americano exigiu que Pequim assumisse compromissos firmes de comprar grandes quantidades de produtos agrícolas e outros itens dos Estados Unidos, aumentar a proteção dos direitos intelectuais e de propriedade norte-americanos e permitir maior acesso ao setor de serviços financeiros da China.

     Se a China não cumprir suas promessas como parte do acordo em potencial, as tarifas retornariam aos seus níveis originais, uma cláusula conhecida nas negociações comerciais como uma provisão de “snapback”, ainda segundo as fontes.

Copyright 2019 – Grupo CMA