Moody’s melhora perspectivas para o Brasil por demanda de etanol

240

   Porto Alegre, 12 de dezembro de 2019 – A Moody’s mudou sua perspectiva sobre o setor sucroalcooleiro do Brasil de “negativo” para “estável), já que o EBITDA de 2020 deve melhorar em relação ao ano anterior e com um incremento previsto para a demanda de etanol.

     “Vemos os preços do etanol 5% mais altos em 2019-20, devido à forte demanda doméstica, sustentando o prêmio do etanol sobre o açúcar”, diz o vice-presidente da Moody’s, Erick Rodrigues. “Apesar dos preços favoráveis ​​do etanol, os baixos preços do açúcar limitam um aumento mais robusto do EBITDA em 2019/20”.

    A implementação do RenovaBio, um programa federal que visa reduzir as emissões de carbono, que oferecerão créditos de carbono, sustentará não apenas a demanda por etanol, mas também investimentos para aumentar a oferta de biocombustíveis.

   “No lado do açúcar, vemos a produção permanecendo baixa, já que o etanol oferece prêmio, permitindo que os preços internacionais do açúcar se recuperem gradualmente e fechando a lacuna com o etanol nas próximas duas a três safras”.

    Conforme o serviço de investimentos da Moody’s “as perspectivas podem mudar para positivas se observarmos preços mais altos do açúcar e crescimento do EBITDA acima de 9%. Por outro lado, podemos rever a perspectiva para negativa se o EBITDA cair em 2020”.

      Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) – Agência SAFRAS

 Copyright 2019 – Grupo CMA