Acordo prevê aumento nas compras chinesas de produtos agrícolas nos EUA

721


     São Paulo, 13 de dezembro de 2019 – Estados Unidos e China fecharam um acordo comercial de primeira fase que prevê a remoção de tarifas sobre importados de Pequim em etapas, disse o vice-ministro do Comércio da China, Wang Shouwen. Ao mesmo tempo, o presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou no Twitter a suspensão da entrada em vigor de uma nova rodada de sobretaxas no domingo, além da redução de algumas tarifas.

     Em entrevista coletiva, Wang disse que a China vai aumentar as importações de produtos norte-americanos, incluindo os agrícolas. “Vamos comprar mais produtos agrícolas norte-americanos, entre eles, a soja. A importação de trigo, milho e arroz se dará por cotas. Além disso, os Estados Unidos permitirão a exportação de carne de porco”, afirmou Wang sem dar mais detalhes sobre essas aquisições.

     A primeira fase do acordo envolve ainda propriedade intelectual, transferência de tecnologia e serviços financeiros, além da expansão do comércio. O pacto anunciado hoje deve passar pelos habituais procedimentos legais nos dois países antes de ser assinado, ainda de acordo com Wang.

     Em mensagem separada em suas redes sociais, Trump informou que os dois lados concordaram “com um pacto muito grande de primeira fase com a China”, acrescentando que as tarifas de 25% sobre as importações chinesas permaneceriam, mas que as taxas de 15% sobre outros bens seriam cortadas pela metade.

     “Os Estados Unidos manterão tarifas de 25% sobre aproximadamente US$ 250 bilhões em importações chinesas, juntamente com tarifas de 7,5% sobre cerca de US$ 120 bilhões em importações chinesas”, disse o Escritório do Representante de Comércio dos Estados Unidos (USTR, na sigla em inglês), em nota após a divulgação do acordo de primeira fase.

     Ainda segundo o comunicado do USTR, além do compromisso da China de realizar compras adicionais substanciais de bens e serviços norte-americanos nos próximos anos, o pacto firmado hoje ainda estabelece um forte sistema de solução de controvérsias que garante implementação e execução rápidas e eficazes.

     Ainda no Twitter, Trump também anunciou o início imediato das negociações de segunda fase. “As tarifas punitivas estabelecidas para 15 de dezembro não serão cobradas pelo fato de termos feito o acordo. Começaremos as negociações sobre o acordo da segunda fase imediatamente, em vez de esperar até depois das eleições de 2020. Este é um negócio maravilhoso para todos'”, disse Trump.

     As informações são da agência CMA.

Copyright 2019 – Grupo CMA