Mercado de trigo está focado na safra da Argentina

332

Porto Alegre, 20 de novembro de 2019 – O mercado brasileiro avalia principalmente o bom progresso dos trabalhos de ceifa na Argentina. Nesta semana, os trabalhos de colheita atingiram 77,5% da área plantada, com evolução de mais de 16 pontos percentuais frente o mesmo período da semana anterior, e agora abre diferença de mais de 9% frente o percentual atingido no mesmo período do ano anterior. A superfície total é estimada em 6,6 milhões de hectares, 400 mil hectares acima do ano passado e a maior área em 18 anos. A área apta para colheita é de 6,468 milhões de hectares. A projeção para a produção fica em 18,5 milhões de toneladas. Em números absolutos, foram colhidas 14,119 mil toneladas em 5,014 milhões de hectares.

“É importante ressaltar que com as mudanças políticas no país vizinho, é provável que estes números sejam inferiores para a próxima safra, tendo em vista os desestímulos criados através do aumento das taxas para exportação de produtos agrícolas, com o trigo incluso”, disse o analista de SAFRAS & Mercado, Jonathan Pinheiro.

Paraná

O Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, informou, em seu relatório mensal, que a safra 2019 de trigo do Paraná deve registrar uma produção de 2,128 milhões de toneladas, 24% abaixo das 2,808 milhões de toneladas colhidas na temporada 2018.

A área cultivada ficou em 1,023 milhão de hectares, contra 1,102 milhão de hectares em 2018, queda de 7%. A produtividade média é estimada em 2.204 quilos por hectare, abaixo dos 2.567 quilos por hectare registrados na temporada 2018. A comercialização de safra 2018/19 chega a 81%.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA