Bolsonaro nega que Porto de Santos será privatizado em 2020

547

     Porto Alegre, 10 de janeiro de 2020 – O presidente Jair Bolsonaro negou que o governo federal pretende privatizar os portos paulistas de Santos e São Sebastião ainda este ano, desmentindo declaração dada pelo governador de São Paulo, João Doria.

     O governador disse na quarta-feira (8) que o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, havia indicado ser possível privatizar os dois portos ainda este ano. No entanto, durante uma transmissão em vídeo feita ontem à noite, Bolsonaro mencionou a declaração de Doria e disse: “Lamento, senhor governador, mas você está desinformado.”

     “O ministro desmentiu esta informação, afinal de contas, com todo o respeito, quem pode falar pelos ministros sou eu”, disse Bolsonaro, afirmando que a declaração de Doria “jogou pressão” sobre o governo federal. “Quem fala de obras federais, de ações, é o Jair Bolsonaro, presidente da República. No mais, boa sorte para o senhor no seu estado”, acrescentou.

     No final do ano passado, o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio Cunha Filho, disse esperar que a privatização do Porto de Santos ocorresse em 2021. As informações são da Agência CMA.

     Revisão: Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA