Previsão de alta do PIB em 2020 fica em 2,30% – Focus

374

     Porto Alegre, 13 de janeiro de 2020 – Os economistas ouvidos pelo Banco Central seguiram com a estimativa para o crescimento da economia brasileira em 2020 em 2,30% pela segunda semana seguida, de acordo com o relatório de mercado Focus. Para 2021, a previsão de alta do Produto Interno Bruto (PIB) ficou em 2,50%, estimativa mantida há 148 semanas.

     Já a previsão do PIB para 2022 e 2023 também permaneceu em 2,50%, cada, com projeções mantidas há 90 e 45 semanas, respectivamente. Em relação à dívida líquida do setor público e o PIB, a previsão para 2020 caiu de 58,08% para 57,90%, enquanto para 2021 oscilou em baixa de 59,20% para 58,30%.

     Para 2022, a relação da dívida líquida do PIB passou de 60,00% para 59,50%, enquanto para 2023 caiu de 61,00% para 59,50%.

     Em relação ao resultado primário consolidado, a estimativa para 2020 ficou negativa em -1,10% do PIB, pela nova vez seguida, enquanto para 2021, a previsão oscilou de -0,51% para -0,50% do PIB na terceira revisão seguida, ao passo que para 2022 estima-se déficit de 0,00%, de -0,10% na semana anterior. Por fim, em 2023, oscilou em alta de 0,25% para 0,30%. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA