Trump acusa Bolton de mentir em meio a processo de impeachment nos EUA

287

     Porto Alegre, 29 de janeiro de 2020 – O presidente norte-americano, Donald Trump, acusou o ex-conselheiro de segurança nacional da Casa Branca John Bolton de fazer falsas acusações sobre ele no processo de impechment que está agora sobre o crivo do Senado.

     Trump chamou o livro ainda não publicado de Bolton de “desagradável e falso” e o acusou de incluir informações sigilosas de segurança nacional. “Quem faria isso?”, questionou Trump no Twitter.

    Sobre política externa, Trump disse que se tivesse ouvido Bolton quando era conselheiro de segurança nacional, “já estaríamos na Sexta Guerra Mundial”.

     Bolton deixou o cargo em setembro, após desentendimentos sobre as negociações de paz no Afeganistão. Na época, Trump disse que “discordava fortemente de muitas de suas sugestões”.

     A motivação do presidente norte-americano para congelar a ajuda à Ucrânia está no centro do processo de impeachment. Trump disse que não fez nada de errado e chamou o impeachment de uma farsa com motivações políticas.

     Em outra sequência de mensagens no Twitter, Trump também pediu aos republicanos que se mantenham firmes na oposição a depoimentos, observando que os membros da Câmara já tinham ouvido 17 testemunhas. “Não deixe os democratas jogarem com vocês”, disse Trump em outra publicação. As informações são da Agência CMA.

     Revisão: Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA