Dólar garante alta em janeiro no mercado doméstico de algodão

379

     Porto Alegre, 31 de janeiro de 2020 – Na contramão dos preços internacionais e contando com o auxílio da alta do dólar em relação ao real, o mercado brasileiro de algodão encerrou o mês de janeiro com alta de 4,1% nas cotações.

     No CIF de São Paulo, a pluma atingiu o patamar de R$ 2,80 por libra-peso pela primeira vez desde 14 de junho de 2019. “A força dos exportadores no mercado brasileiro obrigou o comprador nacional a também adotar uma postura mais agressiva nesta última quinzena do mês de janeiro”, explica o analista de SAFRAS & Mercado, Élcio Bento.

     Com isso, o spread negativo entre a pluma dos Brasil e a dos Estados Unidos iniciou um processo de ajuste. “Prova desse movimento é que no último dia 21 de janeiro o produto nacional (FOB exportação em Santos/SP) era indicado por um valor 7,1% inferior ao norte-americano”, lembra o analista.

     Na manhã desta sexta-feira (31), cotado a 67,11 centavos de dólar por libra-peso (c/lb), a diferença havia recuado para 2,2%. “Num ano como o atual, com grande excedente de produção em relação ao consumo, é normal que as cotações nacionais operem ajustadas à paridade de exportação”, pondera Bento. “Também é importante que se ressalte que a alta acumulada dos preços no Brasil em janeiro, mesmo mantendo a competitividade externas, deve-se basicamente ao comportamento cambial”, completa.

     Tanto que no FOB de exportação (em dólares) a pluma brasileira acumula uma queda 2,7%, acompanhando a queda de 2,9% verificada na Bolsa de Nova York. “Então, o que garantiu a alta de 4,1% no mercado doméstico foi a apreciação de 5,9% do dólar em relação ao padrão monetário brasileiro”, explica o analista.

     Olhando-se para o mesmo período do ano passado também é possível perceber o câmbio atuando como atenuante da queda dos preços da pluma no Brasil. Em reais, há um ano a indicação no CIF era indicada por um valor 4,1% inferior. Em dólar, a queda frente à igual período do ano passado é de 17,5%.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA