Cosan é destaque no Ibovespa após Credit Suisse elevar preço-alvo das ações

684

     Porto Alegre, 11 de fevereiro de 2020 – As ações da Cosan mostram a maior alta do Ibovespa hoje depois que o Credit Suisse elevou o preço-alvo para os papéis da companhia de R$ 58,00 para R$ 80,00, além de afirmar que espera que os resultados trimestrais do quarto trimestre de 2019 venham fortes. Também no setor sucroalcooleiro, a São Martinho já reportou dados fortes ontem à noite.

    Às 12h45 (horário de Brasília), as ações da companhia (CSAN3) avançavam 5,75%, a R$ 83,40. Na esteira da Cosan, também estão entre as maiores altas do índice os papéis da Ultrapar (UGPA3 4,97%). As ações da São Martinho (SMTO3), que não estão no Ibovespa, avançam 5,32%, para R$

27,31) refletindo seu balanço.

   Os analistas do Credit Suisse afirmaram, em relatório, que a elevação do preço-alvo reflete o aumento no preço de açúcar, maior valor na Comgás e maiores margens na distribuição de combustíveis. Já os principais riscos para esse cenário-base seriam um potencial aumento na competição na distribuição de combustíveis e queda do preço de açúcar.

   Em relação aos resultados financeiros da Cosan, que serão divulgados na sexta-feira, afirmam que eles devem vir fortes, impulsionados principalmente pela expansão de margens da Raízen Combustíveis, parcialmente compensadas por resultados mais fracos na Comgás.

    A previsão é que o ebitda proforma consolidado deva totalizar R$ 1,469 bilhão e lucro líquido a R$ 569 milhões, impactados pelos dados da Raízen Combustíveis, que deve apresentar ebitda de R$ 893 milhões, alta de 9% na comparação anual.

     As informações partem da Agência CMA.

Revisão: Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA