Ações da Ásia fecham em baixa à medida que epidemia de coronavírus se espalha

561

     Porto Alegre, 26 de fevereiro de 2020 – Os principais índices do mercado de ações asiático fecharam em queda em meio aos temores sobre o aumento de casos de coronavírus não só na China como também na Coreia do Sul e em outros países do mundo.

     Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são mais de 700 casos de coronavírus já registrados em território sul coreano, com sete mortes no total.

     Além dos temores levantados para o país como um todo, a epidemia fez com que empresas norte-americanas que possuem parte de sua produção e mercado na Coreia do Sul ficassem temerosas e começassem a fazer planos de retirada do local. A situação afetou os índices da bolsa do país, que caíram mais de 1,20%.

     “A aceleração do surto de coronavírus está pressionando as previsões para as economias do sudeste asiático, levando bancos centrais a divulgar medidas de apoio. Economistas reduziram as previsões de crescimento deste ano para a China para cerca de 5,5%, ante 6,1% no ano passado. Como a maior parte do sudeste da Ásia depende fortemente das cadeias de suprimentos e do turismo vinculados à China, isso também significou rebaixamentos de crescimento na região”, afirmam analistas da DBS Wealth.

     Segundo reportes, o Banco do Povo da China (Pboc, o banco central do país) deve divulgar novas medidas de apoio à economia em breve para tentar conter os prejuízos causados pela epidemia. Além disso, a Reuters publicou que a cidade de Hong Kong divulgou seu novo orçamento, mostrando que pretende gastar mais de US$ 15 bilhões para conter os prejuízos causados não só pelo coronavírus como pelos protestos do ano passado.

     Confira abaixo a variação e a pontuação de fechamento dos índices asiáticos:

      Nikkei 225 (Tóquio): -0,79%, 22.426,19 pontos

      Hang Seng (Hong Kong): -0,73%, 26.696,49 pontos

      Xangai Composto (Xangai): -0,83%, 2.987,93 pontos

      Kospi (Seul): -1,28%, 2.076,77 pontos

     Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA