Arroz recua em fevereiro, mas segue bem acima de um ano atrás

141

     Porto Alegre, 28 de fevereiro de 2020 – Na média do Rio Grande do Sul, estado referência para preços de arroz no Brasil, a indicação de preço ficou em R$ 49,53 por saca de 50 quilos nesta quinta-feira. Na semana, houve queda de 1,10%. Em 30 dias, o recuo é de 1,30%. Frente ao mesmo período do ano anterior, a diferença ainda é de 25,40% positiva.

     Conforme o analista de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana, a falta de produto dá lugar agora à pressão de oferta no Rio Grande do Sul. “O avanço da colheita, com o clima favorável no estado, mantém a expectativa de safra cheia”, destaca.

     Apesar da redução da área gaúcha, que passa de aproximadamente 1 milhão de hectares na temporada passada para 950 mil nesta, a produção deverá ser cerca de 500 mil toneladas superior, passando de 7 milhões de toneladas para 7,5 milhões. “Desta forma, vemos os preços domésticos recuando, apesar da forte elevação do dólar e dos altos preços do mercado internacional”, pondera Viana.

     Segundo boletim semanal da Emater, as lavouras de arroz no Rio Grande do Sul continuam se beneficiando com as temperaturas quentes e a elevada taxa de radiação solar, associadas à disponibilidade de água para as plantas. Tais fatores indicam bom rendimento na ocasião da colheita, que atinge 5% da área plantada.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA