Preços do milho devem subir no Brasil, mesmo com avanço na colheita

333

Porto Alegre, 5 de março de 2020 – O mercado brasileiro de milho deve ter mais um dia de preços em elevação e de poucos negócios. O avanço da colheita em algumas regiões não impede a elevação dos preços. As ofertas são rapidamente absorvidas pelos compradores. Dólar em nível recorde completa o cenário positivo.

CHICAGO

* Os contratos de milho com entrega em maio operavam a US$ 3,81, com baixa de 4,00 centavo ou 0,97%.

* O mercado embolsa os lucros da sessão anterior, diante do cenário mais negativo nesta quinta-feira, com quedas expressivas nas bolsas de valores da Europa. O petróleo, porém, tinha perdas também, mas reagiu e reverteu para o território positivo.

CÂMBIO

* O dólar comercial abriu em alta frente ao real – o que pode ser a décima segunda sessão seguida de valorização da divisa norte-americana – e rompeu mais um patamar inédito, o de R$ 4,60 renovando a máxima histórica intraday.

* Às 9h12 (de Brasília), a moeda norte-americana operava em alta de 0,56% no mercado à vista, cotada a R$ 4,6060 para venda, depois de bater a máxima de R$ 4,6120 (+0,67%). O contrato futuro para abril subia 0,46%, a R$ 4,6135. Lá fora, o Dollar Index tinha queda de 0,33%, acima dos 97,000 pontos.

INDICADORES FINANCEIROS

* Bolsas da Ásia fecham em alta; Xangai, +1,99%; Tóquio, +1,09%.

* As bolsas na Europa recuam. Paris, -1,88%; Frankfurt, -1,66%; e Londres, -1,69%.

* O petróleo opera em alta. Abril do WTI em NY: US$ 46,90 o barril (+0,27%).

* O Dollar Index registra perda de 0,38%. a 96,97 pontos.

MERCADO

* O mercado brasileiro de milho teve mais um dia de elevações nos preços. Segundo o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, apesar das colheitas estarem avançando no Sul e Sudeste, as ofertas são restritas e rapidamente são absorvidas pelos consumidores.

* No Porto de Santos, o preço ficou entre R$ 44,00 e R$ 54,00 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), preço entre R$ 43,50 e R$ 52,00 a saca.

* No Paraná, a cotação ficou em R$ 48,00/49,00 a saca em Cascavel. Em São Paulo, preço de R$ 54,00/54,50 na Mogiana. Em Campinas CIF, preço de R$ 57,00/58,00 a saca.

* No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 48,00/50,00 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, preço em R$ 52,00/53,00 a saca em Uberlândia. Em Goiás, preço esteve em R$ 49,00 – R$ 50,00 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, preço ficou a R$ 46,00/47,00 a saca em Rondonópolis.

AGENDA

– Reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e de seus aliados em Viena.

– Estimativa de produção mundial de grãos – AMIS/FAO, na parte da manhã.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 10h30min.

– Produção, exportação e vendas de máquinas agrícolas em fevereiro – Anfavea, a partir das 10hs.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (6/03)

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– EUA: O resultado da balança comercial de janeiro será publicado às 10h30 pelo Departamento do Comércio.

– EUA: O número de empregos criados ou perdidos pela economia (payroll) e a taxa de desemprego referentes a fevereiro serão publicados às 10h30 pelo Departamento do Trabalho.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Dados de colheita da soja no Brasil – SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.