Arroba do boi acima de R$ 200 garante reinvestimento no setor, diz ABCZ

639


     Uberaba, 10 de março de 2020 – O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Rivaldo Machado Borges Junior, destacou hoje, em conversa com a imprensa na sede da entidade, em Uberaba (MG), que um patamar de preço da arroba do boi acima de R$ 200,00 garante ao produtor a capacidade de renda para reinvestir no setor em melhoria das fazendas degradadas e ampliação do rebanho.

     Segundo Borges, em um momento em que a arroba do boi está em alta o preço do bezerro sobe também. “Com o patamar baixo da arroba o produtor não conseguia investir. Agora, com a abertura de novos mercados e o avanço na exportação de carne a tendência é de novas altas no preço do boi”, afirma.

     O presidente da ABCZ entende que a carne brasileira ainda tem um dos preços mais baratos, se comparados a outros mercados, ainda que o consumidor de nosso país tenha sentido o movimento de alta por estar acostumado a encontrar outros valores anteriormente. “Nos Estados Unidos e na Europa um quilo de filé mignon custa de 200 a 300 euros”, compara.

     Conforme o dirigente um patamar bom de preço para a arroba do boi traz sobrevida ao pecuarista, que estava sendo impactado pela alta dos insumos e de custos. “Esperamos que haja em breve uma adequação entre o preço do bezerro e o valor da arroba, sem que a cotação caia de novo, para que se possa motivar o pecuarista a recuperar suas pastagens e seus rebanhos”, conclui.

     Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA