Frigoríficos concedem férias coletivas em meio ao coronavírus

918
noticias do agro
noticias do agro


     São Paulo, 17 de março de 2020 – As empresas de frigoríficos como JBS e Minerva tomaram iniciativas em suas unidades para conter o avanço do Covid-19, nome do novo coronavírus, além da desaceleração global que demonstra queda pela indústria de carnes.

     Em comunicado, a Minerva afirmou que desde ontem passou a adotar regime de home office para parte dos escritórios de São Paulo e de Barretos (SP), sendo que a partir do dia 23 de março a empresa concederá férias coletivas para os colaboradores das plantas de Janaúba (MG), José Bonifácio (SP), Mirassol DOeste (MT) e Paranatinga (MT).

     Na avaliação da Minerva, as férias coletivas são a melhor opção a ser seguida, tendo em vista que permitem preservar a economia de escala das operações industriais. “Adotaremos medidas comerciais para apoiar nossos clientes do segmento de food service e seguiremos colaborando com nossos operadores logísticos, sem colocar em risco as medidas aplicadas para evitar a disseminação do vírus”.

     A JBS, por sua vez, explicou que vem monitorando os reflexos do mercado em relação ao coronavírus e avalia a implantação de férias coletivas exclusivamente em algumas das suas unidades de processamento de bovinos no Brasil. Agentes de mercado afirmam que a companhia concedeu férias coletivas a cinco unidades espalhas pelo país.

     Procurada, a Marfrig não se manifestou sobre o tema. Mas a tendência diante de um cenário desafiador é que faça o mesmo que seus pares.

     As informações são da agência CMA.

Copyright 2020 – Grupo CMA