Exportação sustenta preços do arroz no Brasil

87


     Porto Alegre, 20 de março de 2020 – Na média do Rio Grande do Sul, estado referência para preços de arroz no Brasil, a indicação de preço ficou em R$ 49,42 por saca de 50 quilos na quinta. Na semana houve leve alta de 0,80%. Em 30 dias o recuo é de 1,31%. Frente ao mesmo período do ano anterior, a diferença é de 25,45% positiva. As informações são de SAFRAS & Mercado.

     “A demanda para exportação aumentou em São Paulo, no Paraná e em Santa Catarina nos últimos dias. Este cenário, somado à firme demanda local no Rio Grande do Sul, voltou a estimular as compras do cereal no mercado interno, sustentando as cotações”, explica o analista de SAFRAS, Gabriel Viana.

     Do lado comprador, agentes estão interessados em novas aquisições e acabam elevando os preços ofertados, devido à posição retraída de produtores. Na semana passada, o número de negociações entre as praças afastadas do destino foi ligeiramente maior, cenário que aumentou o valor posto na indústria.

     Colheita

     Segundo informações da Emater gaúcha, a cultura do arroz no Rio Grande do Sul está atualmente nas seguintes fases: 3% em floração, 20% em enchimento de grãos, 47% em maturação e 30% foram colhidos.

     Na Argentina, A colheita de arroz na temporada 2019/2020 está estimada em 37% até o dia de hoje, informou o Ministério da Agroindústria da Argentina. Em igual período do ano passado, a ceifa estava em 49%. Na semana anterior, a colheita atingia 23% da área. A área para 2019/20 está projetada em 186,8 mil hectares, ante 194,835 mil hectares na temporada anterior.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2019 – Grupo CMA