Ações recuam na Ásia com temores de recessão por coronavírus

511


     São Paulo, 23 de março de 2020 – Os principais índices do mercado de ações asiático fecharam em campo negativo, com a Bolsa de Xangai em seu menor nível em mais de um ano, em meio temores por uma recessão global devido ao surto de coronavírus.

     As ações caíram “à medida que o coronavírus progride em todo o mundo, e os mercados consideram que a recessão pode ser profunda”, de acordo com o analista do IG, Sergio Ávila.

     Ele destacou que o Goldman Sachs espera que o Produto Interno Bruto (PIB) global se contraia em cerca de 1% em 2020, o que seria um efeito maior do que o da crise de 2008.

     Em Xangai, os fabricantes de eletrônicos e de automóveis lideraram as perdas. “As ações da China caíram na segunda-feira, continuando a liquidação em meio a preocupações com o coronavírus, embora as perdas tenham sido limitadas, pois Pequim relatou maior apoio a seus mercados”.

     Na contramão, a Bolsa de Tóquio fechou em alta, ao reabrir depois de ficar fechada na sexta-feira devido a um feriado, puxada pela alta de mais de 18% nas ações do Softbank.

     Confira abaixo a variação e a pontuação de fechamento dos índices asiáticos:

    Nikkei 225 (Tóquio): +2,02%, 16.887,78 pontos

    Hang Seng (Hong Kong): -4,86%, 21.696,13 pontos

    Xangai Composto (Xangai): -3,11%, 2.660,17 pontos

    Kospi (Seul): -5,34%, 1.482,46 pontos

     As informações são da agência CMA.

Copyright 2020 – Grupo CMA