Chicago e dólar sobem e devem impulsionar preços domésticos da soja

274

    Porto Alegre, 27 de março de 2020 – O cenário apresenta configuração favorável aos preços e aos negócios nesta sexta para o mercado brasileiro de soja. Chicago e dólar apresentam ganhos consistentes nesse momento, favorecendo a comercialização.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em maio sobem 0,42% e estão cotados a US$ 8,84 por bushel.

* O mercado busca suporte na perspectiva de redução na oferta de soja em virtude dos efeitos da pandemiade coronavírus.

* No acumulado da semana, os ganhos giram em torno de 3%. Se confirmada, será a melhor elevação semanais em aproximadamente seis meses.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para abril ficou em 40 a 50 pontos acima de Chicago. Para maio, o valor é de 55 a 60 pontos acima.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra alta de 1% a R$ 5,051.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em alta. Xangai, +0,26%, e Tóquio, +3,38%.

* As principais bolsas na Europa operam com perdas. Paris, -4,42%; Frankfurt, -3,49% e Londres, -5,21%.

* O petróleo opera em baixa. Maio do WTI em NY: US$ 22,23 o barril (-1,68%).

* O Dollar Index registra alta de 0,06%, a 99,41 pontos.

MERCADO INTERNO

* Os preços da soja oscilaram entre estáveis e mais baixos nesta quinta, de poucos negócios no mercado brasileiro. Chicago teve um dia volátil e o dólar recuou, tentando se posicionar abaixo da casa de R$ 5,00.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos baixou de R$ 95,50 para R$ 95,00. Na região das Missões, a cotação recuou de R$ 95,00 para R$ 94,00. No porto de Rio Grande, o preço caiu de R$ 102,00 para R$ 100,00.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 92,50 para R$ 91,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca baixou de R$ 99,50 para R$ 98,50.

* Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 84,00. Em Dourados (MS), a cotação recuou de R$ 85,00 para R$ 84,00. Em Rio Verde (GO), a saca caiu de R$ 87,00 para R$ 86,00.

AGENDA

– Atualização das projeções de safra de soja, milho, arroz e feijão nos Brasil – SAFRAS & Mercado, 12hs.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Dados de colheita da soja no Brasil – SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA