Preços futuros do petróleo sobem 10% com possível acordo entre russos e sauditas

241

     Porto Alegre, 2 de abril de 2020 – Os preços dos contratos do petróleo operam em alta de mais de 10%, após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmar que acredita em um acordo entre a Rússia e a Arábia Saudita em alguns dias, para colocar fim à guerra de preços e estabilizar o mercado.

     “Os preços baixos que vemos agora são ruins para todos, para os Estados Unidos, para a Rússia e para os sauditas. Não tem motivo para que não haja um entendimento entre todos para que os preços voltem a subir”, disse Trump ontem à noite, em coletiva de imprensa na Casa Branca.

     A Rússia e a Arábia Saudita disputam participação de mercado depois que os russos se recusaram a aceitar cortes mais amplos na produção de petróleo em uma tentativa de equilibrar o mercado, que sofre com a queda da demanda global devido à pandemia de covid-19.

     Os analistas, porém, alertam que é preciso ter cautela. “Costumo levar essas coisas com uma pitada de sal. Quantas vezes o presidente Trump disse algo que mudou convenientemente os mercados na direção desejada?”, disse o

analista da Onda, Craig Erlam.

     Por volta de 8h15 (de Brasília), o preço do contrato do petróleo WTI negociado na Nymex e com entrega em maio subia 9,60%, cotado a US$ 22,26 o barril, enquanto o preço do contrato do Brent negociado na plataforma ICE com entrega para junho avançava 10,22%, cotado a US$ 27,24. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA