Preocupação com abastecimento aumenta procura por trigo em março

281

Porto Alegre, 3 de abril de 2020 – As preocupações com o abastecimento em meio à pandemia de coronavírus geraram um aumento da procura pelo trigo, por parte da indústria brasileira em março. Isso resultou na elevação dos preços. O analista de SAFRAS & Mercado, Jonathan Pinheiro, observa que já há problemas de logística – ainda pouco significativos – na Argentina.

“No mercado interno brasileiro, a oferta continua reduzida, com boa parte dos agentes ainda negociando as safras de verão. Além disso, quem tem trigo espera valorizar ainda mais para vender. Ainda existe espaço para novas altas, levando em conta o dólar elevado e a escassez da oferta”, resumiu.

O câmbio elevado aumenta os custos de importação e favorece novas altas no mercado interno, levando preocupação à indústria quanto ao abastecimento até o final do ano comercial. “Apesar de estoques relativamente confortáveis para os próximos 45 dias, estes ainda terão de voltar as compras até lá”, disse.

Conforme o analista, basicamente, em março, o dólar alto e a procura pelo trigo puxaram os preços para cima – alta mensal de aproximadamente 6%. Por outro lado, o volume de negócios não teve crescimento significativo. “As pontas seguem separadas, com o produtor elevando suas pedidas e a indústria ainda relutando em pagar mais, pelo menos por enquanto”, finalizou.

No mercado internacional, outros fatores colaboram para a elevação, como, por exemplo, a quebra de safra em importantes países produtores como a Austrália, e mais recentemente a indicação de uma estimativa de menor área plantada da história nos Estados Unidos.

Gabriel Nascimento (gabriel.antunes@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA