Ações da Ásia fecham em alta com desaceleração de vírus e estímulos

241
Economia agricola
Economia agricola

    Porto Alegre, 7 de abril de 2020 – Os principais índices do mercado de ações asiático fecharam em alta de 2%, após os dados mostrarem a desaceleração na propagação do novo coronavírus, e com mais medidas de estímulos adotadas por governos da região em resposta aos impactos econômicos da pandemia.

     A China não registrou novas mortes por covid-19 pela primeira vez desde janeiro, quando começou a publicar atualizações diárias, mantendo o número de óbitos em 3.331 pessoas. A Coreia do Sul, por sua vez, relatou menos de 50 novos casos de infecção pelo segundo dia consecutivo.

     Além disso, o gabinete do Japão aprovou um pacote econômico totalizando quase US$ 1 trilhão, em uma última tentativa de resgatar pequenas empresas e indivíduos afetados pela pandemia de coronavírus, levando a Bolsa de Tóquio a fechar em alta de 2%.

     “O mundo finalmente vê um vislumbre de luz no fim deste túnel escuro. O surto de coronavírus está começando a se estabilizar em muitos países e cidades”, disse o analista do FXTM, Hussein Sayed. “Avaliações atraentes, ‘medo de perder’ e pacotes de estímulo extraordinários também exageram os movimentos positivos dos preços”.

     Por fim, a Bolsa de Seul subiu quase 2%, também impulsionada pelos ganhos de 1,85% nas ações da Samsung, após a empresa reportar que o lucro do primeiro trimestre de 2020 será maior do que o previsto anteriormente.

     Confira abaixo a variação e a pontuação de fechamento dos índices asiáticos:

     Nikkei 225 (Tóquio): +2,01%, 18.950,18 pontos

     Hang Seng (Hong Kong): +2,12%, 24.253,29 pontos

     Xangai Composto (Xangai): +2,05, 2.820,76 pontos

     Kospi (Seul): +1,77%, 1.823,60 pontos

     Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA