Queda do dólar deve tirar ritmo dos negócios de soja no Brasil

426

     Porto Alegre, 7 de abril de 2020 – A tendência é de mais um dia calmo no mercado brasileiro de soja, repetindo a segunda-feira. A queda do dólar deve afastar os negociadores do mercado, apesar da reação dos contratos futuros em Chicago. Os preços tendem a recuar, mas seguem em patamares elevados.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em maio sobem 0,7% e estão cotados a US$ 8,61 1/2 por bushel.

* O mercado estende a recuperação já esboçada ontem, diante do cenário externo mais positivo, com novas fortes altas nas bolsas de valores da Ásia e da Europa.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para abril ficou em 40 a 62 pontos acima de Chicago. Para maio, o valor é de 50 a 60 pontos acima.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra baixa de 1,5% a R$ 5,212.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em alta. Xangai, +2,05%; e Tóquio, +2,01%.

* As principais bolsas na Europa operam firmes. Paris, +2,63%; Frankfurt, +3,52% e Londres, +2,73%.

* O petróleo opera em alta. Maio do WTI em NY: US$ 26,52 o barril (+1,64%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,73%, a 99,95 pontos.

MERCADO INTERNO

* O mercado brasileiro de soja teve um início de semana de poucos negócios e de dificuldade para adotar uma tendência para os preços. O dólar caiu, mas fechou acima das máximas. Chicago iniciou em baixa e reagiu na parte da tarde, mas fechando com ganhos tímidos.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos caiu de R$ 97,50 para R$ 97,00. Na região das Missões, a cotação recuou de R$ 97,00 para R$ 96,00. No porto de Rio Grande, o preço baixou de R$ 103,50 para R$ 102,50.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 95,50 para R$ 94,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca avançou de R$ 101,50 para R$ 102,00.

* Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 91,50. Em Dourados (MS), a cotação baixou de R$ 85,50 para R$ 85,00. Em Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 89,50 para R$ 87,00.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

—–Quarta-feira (08/04)

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 11h30 pelo Departamento de Energia (DoE).

– EUA: A ata da última reunião de política monetária será publicada às 15h pelo Federal Reserve.

—–Quinta-feira (9/04)

– Alemanha:  O resultado da balança comercial e do balanço de pagamentos de fevereiro será publicado às 3h pelo Destatis.

– Reino Unido:  A balança comercial de fevereiro será publicada às 5h30 pelo departamento de estatísticas.

– Eurozona: O Banco Central Europeu (BCE) divulga às 7h30 a ata da reunião de política monetária de março.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o Indice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) referentes a março.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o Indice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) referentes a março.

– O BC divulga às 9h o índice de atividade econômica (IBC-Br) referentes a fevereiro.

– Projeção de safra de grãos do Brasil em 2019/20 – Conab, 9hs.

– Levantamento Sistemático de Produção Agrícola de março – IBGE, 9hs.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Dados de colheita da soja no Brasil – SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (10/04)

– Feriado – Sexta-Feira Santa.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA