Demanda chinesa por soja segue focada nos portos brasileiros

798


     Porto Alegre, 9 de abril de 2020 – A demanda chinesa por soja permanece focada nos portos brasileiros. O ritmo de embarques permanece muito forte, superando as estimativas iniciais. “O mês de abril pode registrar um novo recorde de exportações. Conforme o esperado, a China deve centralizar suas compras no Brasil no primeiro semestre”, explica o analista de SAFRAS & Mercado, Luiz Fernando Roque.

      Esse desempenho deve levar a um acumulado de exportações acima do normal nos seis primeiros meses de 2020. Já para o segundo semestre, a tendência deve mudar. Os chineses devem começar a honrar o acordo comercial assinado com os EUA anunciando grandes compras a partir de junho/julho.

     “Naturalmente, isso deve levar a uma forte queda na demanda pela soja brasileira a partir de julho, contrastando com o cenário atual”, explica o analista.

     No início dessa semana, notícias veiculadas davam conta de que a China passaria a adquirir soja nos Estados Unidos, em detrimento do mercado brasileiro. A atitude seria uma resposta a declarações desastrosas feitas por membros do governo, ligando a pandemia do coronavírus à China. Mas o analista de SAFRAS ressalva que o quadro não é bem assim neste momento.

     A receita diária média obtida com as exportações brasileiras de soja foi de US$ 283,52 milhões na primeira semana de abril, entre os dias 01 e 05. Na comparação com a média diária de abril de 2019, de US$ 157,333 milhões, verifica-se alta de 80,2% no valor obtido.

     Com três dias úteis contabilizados em abril até o dia 05, foram exportadas 2,489 milhões toneladas de soja – 829,523 mil toneladas por dia – com receita total de US$ 850,56 milhões e um preço médio de US$ 341,727 por tonelada.

     O line-up, a programação de embarques nos portos brasileiros, indica volume de 13,474 milhões de toneladas de soja em grão para abril, conforme levantamento realizado por SAFRAS & Mercado. Total já embarcado é de 1,638 milhão de toneladas. Em março, foram embarcadas

13,313 milhões de toneladas. De janeiro a abril, o line-up aponta o embarque de 35,075 milhões de toneladas.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA