Soja deve ter um dia cauteloso, aguardando dados do USDA

217

     Porto Alegre, 9 de abril de 2020 – O mercado deve apresentar poucos negócios nesse início de quinta no mercado brasileiro. O cenário é o mesmo dos dias anterior: Chicago tentando consolidar uma alta e o dólar recuando. Na expectativa em torno do relatório de abril do USDA, os operadores deverão seguir cautelosos.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em maio sobem 0,26% e estão cotados a US$ 8,56 3/4 por bushel.

* Os operadores buscam um melhor posicionamento frente ao relatório de oferta e demanda de abril do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado nesta quinta-feira, às 13 horas.

* O Departamento deverá indicar elevação nos estoques finais dos Estados Unidos de soja em 2019/20. Analistas consultados pelas agências internacionais apostam que o USDA indicará estoques americanos em 444 milhões de bushels, contra 425 milhões indicados em março.

* Os estoques globais da oleaginosa deverão ser reduzidos de 102,4 milhões de toneladas para 101,9 milhões de toneladas em 2019/20. A safra brasileira deverá ter sua projeção reduzida de 126 milhões para 124,2 milhões de toneladas. Para a Argentina, a previsão deverá ser revista de 54 milhões para 52,7 milhões.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para abril ficou em 52 a 67 pontos acima de Chicago. Para maio, o valor é de 62 a 65 pontos acima.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra baixa de 0,21% a R$ 5,133.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em alta. Xangai, +0,37%; e Tóquio, -0,04%, sendo a exceção.

* As principais bolsas na Europa operam em alta. Paris, +0,18%; Frankfurt, +0,49% e Londres, +1,06%.

* O petróleo opera em alta. Maio do WTI em NY: US$ 26,40 o barril (+5%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,06%, a 100,06 pontos.

MERCADO INTERNO

* O mercado brasileiro de soja teve uma quarta de escassos negócios e de preços mistos. Na maioria das praças, apenas indicações nominais. O dólar caiu forte e Chicago teve mais um dia volátil. Cenário bem parecido ao de terça.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos subiu de R$ 96,00 para R$ 97,50. Na região das Missões, a cotação avançou de R$ 95,00 para R$ 97,00. No porto de Rio Grande, o preço passou de R$ 102,50 para R$ 103,50.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 93,50 para R$ 93,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca baixou de R$ 101,00 para R$ 100,00.

* Em Rondonópolis (MT), a saca permaneceu em R$ 91,00. Em Dourados (MS), a cotação subiu de R$ 85,00 para R$ 87,00. Em Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 89,00 para R$ 88,00.

AGENDA

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Dados de colheita da soja no Brasil – SAFRAS & Mercado, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (10/04)

– Feriado – Sexta-Feira Santa.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA