Ações da Ásia fecham em baixa devido a acordo da Opep +

367

     Porto Alegre, 13 de abril de 2020 – Os principais índices do mercado de ações asiático fecharam em queda depois do acordo de corte de produção de petróleo feito entre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados. A bolsa de Hong Kong permaneceu fechada devido a um feriado.

     O acordo, fechado ontem, veio depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, interveio para ajudara resolver um impasse entre a Arábia Saudita e o México que comprometia o pacto mais amplo.

     Como parte do acordo, 23 países, entre eles a Rússia, se comprometeram a reter coletivamente 9,7 milhões de barris por dia (bpd) de petróleo dos mercados globais. O acordo, projetado para lidar com um excesso de petróleo resultante da erosão da demanda devido à pandemia, procura reter uma quantidade recorde de petróleo nos mercados – mais de 13% da produção mundial.

     “Apesar da quantidade a ser retida ser uma das maiores já propostas, o mercado se decepcionou com o valor. Alguns dos investidores esperavam uma atitude mais agressiva por parte do grupo com um corte em torno de 20 milhões de bpd, já que a demanda pela commodity deve ser escassa por pelo menos dois meses”, afirmam analistas da DBS Wealth.

     Fora isso, a preocupação com o avanço da pandemia do novo coronavírus continua. O número de casos mundiais já chega a mais de 1,8 milhão, com mais de 114 mil mortes.

     Confira abaixo a variação e a pontuação de fechamento dos índices

asiáticos:

     Nikkei 225 (Tóquio): -2,33%, 19.043,40 pontos

     Xangai Composto (Xangai): -0,49%, 2.783,05 pontos

     Kospi (Seul): -1,88%, 1.825,76 pontos

     Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA