Paralisação em plataformas da Petrobras pode afetar 10 mil trabalhadores

385

     Porto Alegre, 16 de abril de 2020 – A Federação Única dos Petroleiros (FUP) afirmou que as paralisações que a Petrobras fará nas plataformas podem afetar cerca de 10 mil trabalhadores, sendo 2,6 mil funcionários próprios e 7 mil terceirizados.

     No último dia 8, a estatal enviou carta aos sindicatos informando sobre a paralisação de várias plataformas, com o objetivo de amenizar à crise causada pelo novo coronavírus e pelo choque de preços do petróleo.

     As unidades paralisadas serão aquelas em águas rasas e campos terrestres e que operam com custo de produção mais elevado. A paralisação vai acontecer em seis plataformas na Bacia de Campos e 39 plataformas marítimas em águas rasas no litoral do Ceará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Sergipe e Bahia, além da paralisação em 11 sondas de perfuração terrestres.

     Para a FUP, ao invés de a estatal parar um número elevado de plataformas ela poderia concentrar a paralisação em três ou quatro de grande porte, que teria um impacto em poucos municípios e em um ou dois estados. Com informações da Agência CMA.

     Revisão: Arno Baasch (arno@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA