Usinas da Copersucar iniciam emissão de títulos no RenovaBio

617
RIBEIRAO PRETO, SP - 19 ABRIL: Funcionarios da Copersucar, trabalham no Terminal Intermodal, em Ribeirao Preto, em 19 de abril de 2016. (Foto: RENATO STOCKLER)

     Porto Alegre, 20 de abril de 2020 – A Copersucar já aderiu à plataforma de Créditos de Descarbonização e já emite pré-CBios regularmente, dentro do programa RenovaBio. Tão logo a B3 inicie o registro e negociação, a empresa estará preparada para ofertar os títulos das suas usinas.

     Neste momento, a companhia possui 21 unidades certificadas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e deve ter 100% das suas usinas nestas condições nas próximas semanas, com potencial para gerar 6 milhões de Créditos de Descarbonização (CBios) por ano nas 34 unidades sócias da companhia.

     A Zilor, que produz etanol de cana-de-açúcar em suas unidades São José, Barra Grande e Quatá, todas no interior de São Paulo, tornou-se o primeiro grupo econômico associado à Copersucar a aderir à Plataforma CBio. Para certificar as três usinas da Zilor, foi preciso o desenvolvimento de um módulo específico que trouxe algumas diferenças de procedimento na contratação da ferramenta. Foi preciso aprender com essa nova experiência.

     “O grupo é pioneiro e tem auxiliado as outras usinas associadas no processo de contratação dessa plataforma, juntamente com a Copersucar”, afirma o gerente de Comunicação e Relações Institucionais da Copersucar, Bruno Alves. “Evoluímos muito, já temos 21 das nossas 34 usinas certificadas, e, agora, aguardamos a escrituração dos nossos CBios”, afirma Bruno Alves.

Copyright 2020 – Grupo CMA