Forte crescimento da oferta mantém preços do açúcar sob pressão

307

   Porto Alegre, 29 de abril de 2020 – O mercado físico de açúcar teve preços estáveis nesta quarta-feira em São Paulo. Em Santos e em Ribeirão Preto, a saca de 50 quilos do açúcar cristal com até 150 Icumsa ficou com preço de R$ 75,00 (12,70 centavos de dólar por libra-peso).

    Os preços seguem pressionados diante de um crescimento exponencial da oferta no centro-sul, onde a safra 2020/21 iniciou de forma antecipada por conta do grande volume de cana deixado no campo no ano passado. Segundo a União da Indústria da Cana-de-Açúcar (UNICA), a produção de açúcar pelas usinas do centro-sul somou 948 mil toneladas na primeira quinzena de abril, crescendo 61% em relação ao mesmo período do ano passado (340 mil toneladas).

     O etanol hidratado foi 18,56% menos vantajoso que o açúcar bruto de Nova York equivalendo a 6,98 centavos de dólar (PVU) e 31,12% menos vantajoso que o açúcar cristal de Ribeirão Preto, equivalendo a R$ 51,66 por saca (8,75 centavos).

Nova York

    A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações acentuadamente mais altas.

    O mercado estendeu os ganhos de ontem, pegando carona na valorização do petróleo e do real frente ao dólar, também em reação técnica após as fortes perdas que levaram os primeiros contratos para a marca de 9,30 centavos de dólar por libra-peso, patamares mais baixos desde 2007.

    As cotações vêm sendo pressionadas pelo colapso do petróleo e pela forte depreciação da moeda brasileira, fatores que estimulam a produção de açúcar no Brasil, maior exportador mundial da commodity.

     Os contratos com entrega em maio/2020 encerraram o dia a 9,76 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,42 centavo (+4,5%) em relação ao fechamento anterior. Julho fechou a 9,92 centavos (+4,2%).

Câmbio

   O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com baixa de 2,82%, sendo negociado a R$ 5,3570 para venda e a R$ 5,3550 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,3530 e a máxima de R$ 5,5290.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) – Agência SAFRAS