Com corrida aos mercados, preço do arroz sobe 10% durante abril

243

     Porto Alegre, 30 de abril de 2020 – O mercado brasileiro de arroz experimentou uma forte e atípica elevação nos preços durante do mês de abril – que historicamente é pressionado pela entrada da safra. Conforme o analista de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana, a corrida da população aos mercados, para adquirir produtos não perecíveis durante a pandemia do coronavírus, impulsionou as cotações.

     Na média do Rio Grande do Sul, estado referência para preços de arroz no Brasil, a indicação de preço ficou em R$ 56,62 por saca de 50 quilos no dia 29. Em 30 dias, a alta acumulada é de 10,43%. Frente ao mesmo período do ano anterior, a elevação chega a 30,63%.

     Ao longo de abril, os preços de arroz em casca seguiram em alta no Rio Grande do Sul, maior estado produtor. “Nem mesmo a proximidade da finalização da colheita foi suficiente para segurar as reações positivas de preços”, lembra Viana.

     “O fato é que, diante dos primeiros casos de covid-19 no Brasil, desde março, consumidores do produto beneficiado passaram a adquirir volumes maiores, forçando o varejo a se abastecer do atacado e, por sua vez, dos engenhos beneficiadores”, pondera o analista. “Em alguns casos, agentes apontaram vendas sendo triplicadas no período, com o atacado e o varejo visando formar estoques”, explica.

     Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA