Produtor de algodão em MT deve estar atento ao dólar para controlar despesas

516

     Porto Alegre, 19 de maio de 2020 – Em Mato Grosso, o Imea divulgou o relatório de comercialização de algodão referentes ao mês de abril para a safra 20/21, apontando alta nas despesas dos cotonicultores. Desta forma, o custo variável apresentou um incremento de 2,18% quando comparado ao do mês anterior, ficando previsto em R$ 9.119,01/ha.

     Tal aumento se deve à valorização do dólar em abril, que fomentou os preços dos insumos agrícolas, principalmente, os micronutrientes, fungicidas e herbicidas. Com isso, o custo operacional apresentou uma variação de +2,11%, ante o mês anterior, fechando em R$ 9.786,04/ha.

    Sendo assim, para que o produtor consiga cobrir suas despesas, é necessário que negocie a sua pluma pelo menos a um preço médio de R$ 78,75/@. Por fim, ainda é importante que os cotonicultores continuem atentos à alta do dólar, para que consigam controlar as suas despesas diante desse cenário de desaceleração da economia internacional.

     As informações constam no Boletim Semanal do IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola.

     Revisão: Rodrigo Ramos / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA