Sem Chicago, mercado de soja deve ter dia de escassos negócios

401

     Porto Alegre, 25 de maio de 2020 – Com o feriado nos Estados Unidos e com o dólar caindo mais de 1% neste momento, o mercado brasileiro de soja deve iniciar a semana travado e com cotações entre estáveis e mais baixas. Bem capitalizado, o produtor evita negociar nesse momento.

OFERTA E DEMANDA

* As exportações de soja do Brasil deverão totalizar 77,5 milhões de toneladas em 2020, subindo 5% sobre o volume de 2019, projetado em 74,038 milhões de toneladas. A previsão faz parte do quadro de oferta e demanda brasileiro, divulgado por SAFRAS & Mercado.

* No quadro de abril, a estimativa para 2020 era de 73 milhões de toneladas. “O aumento na projeção é reflexo da demanda chinesa acima do normal no primeiro semestre do ano, bem superior ao esperado”, explica o analista de SAFRAS & Mercado, Luiz Fernando Roque.

* SAFRAS indica esmagamento de 43,5 milhões de toneladas em 2020 e de 43 milhões de toneladas em 2019, representando um aumento de 1% entre uma temporada e outra.

* Em relação à temporada 2020, a oferta total de soja deverá subir 4%, passando para 125,819 milhões de toneladas. A demanda total está projetada por SAFRAS em 124,3 milhões de toneladas, crescendo 3% sobre o ano anterior. Desta forma, os estoques finais deverão subir 58%, passando de 960 mil para 1,519 milhão de toneladas.

* SAFRAS trabalha com uma produção de farelo de soja de 33,103 milhões de toneladas, com aumento de 1%. As exportações deverão cair 1% para 16,5 milhões de toneladas, enquanto o consumo interno está projetado em 16,6 milhões, aumento de 1%. Os estoques deverão ficar praticamente inalterados em 1,192 milhão de toneladas.

* A produção de óleo de soja deverá ficar em 8,68 milhões de toneladas. O Brasil deverá exportar 700 mil toneladas, com queda de 26% sobre o ano anterior. O consumo interno deve subir de 7,75 milhões para 8,1 milhões de toneladas. A previsão é de recuo de 33% nos estoques para 143 mil toneladas.

CHICAGO

* Não há sessão hoje na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT), devido ao Memorial Day, feriado nos Estados Unidos.

PRÊMIOS

* O prêmio em Paranaguá para junho ficou em 75 a 85 pontos acima de Chicago. Para julho, o valor é de 95 a 100 pontos acima.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra baixa de 1,09% a R$ 5,513.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam em alta. Xangai, +0,15%. Tóquio,

+1,73%.

* As principais bolsas na Europa operam com ganhos. Paris, +1,44%; Frankfurt, +2,20%; Londres, feriado.

* O petróleo opera com ganhos. Julho do WTI em NY: US$ 33,48 o barril (+0,72%).

* O Dollar Index registra baixa de 0,12%, a 99,75 pontos.

MERCADO INTERNO

* O mercado brasileiro de soja teve um dia de poucos negócios e de preços praticamente estáveis. Com dólar e Chicago perto da estabilidade, a comercialização praticamente travou nas principais praças do país.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos ficou em R$ 109,00. Na região das Missões, a cotação seguiu em R$ 108,50. No porto de Rio Grande, o preço estabilizou em R$ 111,00.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 103,50 para R$ 104,00 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca subiu de R$ 110,00 para R$ 110,50.

* Em Rondonópolis (MT), a saca ficou em R$ 101,00. Em Dourados (MS), a cotação permaneceu em R$ 95,00. Em Rio Verde (GO), a saca seguiu em R$ 99,00.

AGENDA

– Feriado nos EUA – Memorial Day.

– Reino Unido: A bolsa de Londres permanece fechada devido a um feriado.

– Balança comercial das três primeiras semanas de maio – Ministério da Economia, 15hs.

—-Terça-feira (26/05)

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o Indice Nacional de Preços ao Consumidor – 15 (IPCA 15) referentes a maio.

– Inspeções de exportação semanal dos EUA – USDA, 12hs.

– Condições das lavouras norte-americanas – USDA, 17hs.

—–Quarta-feira (27/05)

– EUA: O Livro Bege, relatório com uma avaliação da situação econômica, será publicado às 15h pelo Federal Reserve.

—–Quinta-feira (28/05)

– Alemanha:  A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de maio será publicada às 9h pelo Destatis.

– A FGV divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referentes a maio.

– EUA: A segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2020 será publicada às 9h30 pelo Departamento do Comércio.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

– Revisão na estimativa de produção mundial de grãos – CIG, na parte da manhã.

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 12h00 pelo Departamento de Energia (DoE).

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (29/05)

– Japão: A taxa de desemprego de abril será publicada na noite anterior pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicação.

– Japão: A leitura preliminar da produção industrial de abril será publicada às 1h30 pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

– Eurozona:  A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de maio será publicada às 6h pela Eurostat.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre as contas nacionais e o PIB referentes a 2016.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o índice de preços ao produtor referentes a abril.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Resultado financeiro da Cosan, após o fechamento do mercado.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA