Com dólar recuando, mercado de soja deve travar no Brasil

407

    Porto Alegre, 27 de maio de 2020 – Com o dólar recuando novamente, a tendência é de mais um dia de escassos negócios e de preços mais baixos no mercado brasileiro de soja, apesar de Chicago estar esboçando reação. O cenário é semelhante ao de ontem. Apenas negócios pontuais e preços nominais deverão predominar.

CHICAGO

* Os contratos com vencimento em julho apresentam valorização de 0,32%, cotados a US$ 8,49 por bushel.

* Mais cedo, o mercado chegou a embolsar lucros e registar perdas. Porém, se firmou no território positivo, estimulado pela forte demanda chinesa pelo produto norte-americano.

* Também atua como fator de suporte o andamento do plantio nos Estados Unidos num ritmo abaixo do esperado por analistas.

* Até 24 de maio, a área plantada estava apontada em 65%. O mercado apostava em 69%. Na semana passada, os trabalhos cobriam 53% da área. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 26%. A média é de 55%.

PREMIOS

* O prêmio em Paranaguá para junho ficou em 80 a 90 pontos acima de Chicago. Para julho, o valor é de 100 a 105 pontos acima.

CÂMBIO

* O dólar comercial registra baixa de 0,41% a R$ 5,342.

INDICADORES FINANCEIROS

* As principais bolsas da Ásia fecharam mistas. Xangai, -0,36%. Tóquio, +0,70%.

* As principais bolsas na Europa operam com ganhos. Paris, +1,84%; Frankfurt, +1,80%; Londres, +1,41%.

* O petróleo opera com perdas. Julho do WTI em NY: US$ 33,82 o barril (-1,51%).

* O Dollar Index registra alta de 0,11%, a 99,02 pontos.

MERCADO INTERNO

* Os preços da soja caíram forte em algumas praças do país na terça-feira, acompanhando o recuo de quase 8% do dólar comercial desde quarta passada. A reação de Chicago hoje apenas limitou as perdas, em mais um dia praticamente travado em termos de negócios e de referenciais nominais.

* SAFRAS identificou movimentação de pequenos volumes em algumas regiões: cerca de 2 mil toneladas no Mato Grosso do Sul, 15 mil em Minas Gerais e outras 15 mil em Goiás. Alguns produtores vendem o necessário para aproveitar o dólar mais baixos e comprar insumos.

* Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos baixou de R$ 107,00 para R$ 103,00. Na região das Missões, a cotação recuou de R$ 106,50 para R$ 102,50. No porto de Rio Grande, o preço caiu de R$ 109,00 para R$ 107,00.

* Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 102,00 para R$ 98,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca recuou de R$ 108,50 para R$ 105,50.

* Em Rondonópolis (MT), a saca seguiu em R$ 99,00. Em Dourados (MS), a cotação baixou de R$ 94,00 para R$ 93,00. Em Rio Verde (GO), a saca passou de R$ 98,00 para R$ 97,00.

AGENDA

– EUA: O Livro Bege, relatório com uma avaliação da situação econômica, será publicado às 15h pelo Federal Reserve.

—–Quinta-feira (28/05)

– Alemanha:  A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de maio será publicada às 9h pelo Destatis.

– A FGV divulga às 8h os dados do Indice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) referentes a maio.

– EUA: A segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2020 será publicada às 9h30 pelo Departamento do Comércio.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Paraná – Deral, na parte da manhã.

– Revisão na estimativa de produção mundial de grãos – CIG, na parte da

manhã.

– A posição dos estoques de petróleo até sexta-feira da semana passada será publicada às 12h00 pelo Departamento de Energia (DoE).

– Dados de desenvolvimento das lavouras argentinas – Bolsa de Cereais de Buenos Aires, 15hs.

– Dados das lavouras no Rio Grande do Sul – Emater, na parte da tarde.

—–Sexta-feira (29/05)

– Japão: A taxa de desemprego de abril será publicada na noite anterior pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicação.

– Japão: A leitura preliminar da produção industrial de abril será publicada às 1h30 pelo Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

– Eurozona:  A leitura preliminar do índice de preços ao consumidor de maio será publicada às 6h pela Eurostat.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre as contas nacionais e o PIB referentes a 2016.

– O IBGE divulga às 9h os dados sobre o índice de preços ao produtor referentes a abril.

– Dados do desenvolvimento das lavouras da Argentina – Ministério da Agricultura, no início do dia.

– Exportações semanais de grãos dos EUA – USDA, 9h30min.

– Dados de desenvolvimento das lavouras do Mato Grosso – IMEA, na parte da tarde.

– Resultado financeiro da Cosan, após o fechamento do mercado.

     Dylan Della Pasqua (dylan@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA