BBM deve negociar mais de metade da safra recorde de algodão do Brasil

320

     Porto Alegre, 28 de maio de 2020 – De acordo com o 8º Levantamento de Safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil deverá produzir este ano (safra 2019/2020), um total de 2,88 milhões de toneladas de algodão em pluma. O volume representa um acréscimo de 3,6% em reação à safra anterior e aponta para um novo recorde de produção. A expectativa é que a Bolsa Brasileira de Mercadorias negocie mais de 1,5 milhão de toneladas deste volume histórico.

     Nesta safra 2018/2019, o país se tornou o quarto maior produtor e o segundo maior exportador da fibra, ultrapassando a Índia. Dados consolidados até o dia 30 de abril, mostram que o país exportou 1,78 mi/ton. Por trás destes grandes volumes, a Bolsa foi responsável por comercializar mais da metade da então produção recorde, com participação entre 50% e 60% dos negócios com o produto para exportação, e com uma fatia superior a 70% das compras das indústrias no mercado interno. 

     Porém, como a safra ainda não está encerrada, mantendo-se os números anteriores, a BBM ainda terá, pelo menos, cerca de 150 mil toneladas a serem registradas no Sinap, o Sistema de Informações de Negócios com Algodão em Pluma da Bolsa Brasileira de Mercadorias, mantenedora também da tabela de ágio e deságio da pluma, que serve de referência para o mercado. Os números mostram que o algodão brasileiro ganha cada vez mais espaço lá fora e é reconhecido pela sua qualidade. As informações são da BBM.

     Revisão: Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA