Ações sobem 3% na Europa com dados e estímulos econômicos

348


     São Paulo, 3 de junho de 2020 – Os principais índices do mercado de ações europeu fecharam em alta de mais de 3%, refletindo o otimismo dos investidores com a retomada de atividades econômicas e dados positivos, além de possíveis estímulos do governo da Alemanha e do Banco Central Europeu (BCE).

     As ações fecharam em alta “estendendo um recente rali, à medida que os mercados globais continuam encontrando apoio nos dados que mostram o progresso das reabertas econômicas em todo o mundo, promovendo uma recuperação da atividade”, disseram analistas da Schwab, em relatório.

     Mais cedo, os dados do instituto de pesquisas IHS Markit mostraram que o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços da zona do euro subiu para 30,5 pontos em maio, ante 12,0 pontos em abril. O PMI do setor também melhorou na Alemanha e no Reino Unido.

     “Além disso, a enorme quantidade de estímulo à política fiscal e monetária continua a impulsionar os mercados, com a Alemanha parecendo se encaminhar para outra dose de alívio econômico, e com o BCE pronto para entregar sua decisão de política monetária amanhã, em meio a expectativas, poderá haver mais apoio a caminho”.

     Analistas consultados pela Agência CMA esperam que o programa de compra de emergências pandêmicas (PEPP, na sigla em inglês) do BCE seja ampliado em 500 bilhões de euros ou mais, elevando o total a ao menos 1,250 trilhão de euros.

     Confira abaixo a variação e a pontuação dos índices europeus no fechamento:

    FTSE-100 (Londres): +2,61%, 6.382,41 pontos

    DAX-30 (Frankfurt): +3,88%, 12.487,36 pontos

    CAC-40 (Paris): +3,36%, 5.022,38 pontos

    FTSE MIB (Milão): +3,54%, 19.641,81 pontos

    IBEX-35 (Madri): +2,95%, 7.626,40 pontos

    SMI-20 (Zurique): +2,34%, 10.184,10 pontos

    PSI-20 (Lisboa): +1,74%, 4.636,33 pontos

     As informações são da agência CMA.

Copyright 2020 – Grupo CMA