Preços do açúcar caem no cenário doméstico com crescimento da oferta

556

    Porto Alegre, 03 de junho de 2020 – O mercado físico de açúcar teve preços mais baixos nesta quarta-feira. Em Santos e em Ribeirão Preto (SP), a saca de 50 quilos do açúcar cristal com até 150 Icumsa ficou com preço de R$ 76,00 (13,56 centavos de dólar por libra-peso), queda de 1,3%.

     Segundo informações da consultoria SAFRAS & Mercado, os preços caíram no cenário doméstico, contrariando a forte alta em Nova York, refletindo um aumento na oferta, consequência do progresso da safra de cana no centro-sul, além de uma retração da postura compradora por parte das indústrias de alimentos e bebidas. Estas estão entrando no mercado agora apenas de forma escalonada, alongando contratos para os próximos meses, quando a safra e a oferta estarão no auge.

     O etanol hidratado foi 12,31% menos vantajoso que o açúcar bruto de Nova York equivalendo a 8,95 centavos de dólar (PVU) e 18,43% menos vantajoso que o açúcar cristal de Ribeirão Preto, equivalendo a R$ 61,99 por saca (11,06 centavos).

Nova York

     A Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE Futures US) para o açúcar bruto encerrou o pregão eletrônico com cotações acentuadamente mais altas.

    O mercado estendeu os ganhos dos últimos dois dias, fortalecido tecnicamente depois de ter superado a linha de 11 centavos.

     Em seu relatório trimestral de acompanhamento do mercado, a Organização Internacional do Açúcar (OIA) estimou um déficit entre oferta e demanda de 9,298 milhões de toneladas para a temporada 2019/20, o maior em 11 anos.

     Já o analista da Consultoria SAFRAS e Mercado, Maurício Muruci, salientou que a recuperação nas cotações do petróleo, com o barril do Brent próximo da faixa de 40 dólares, e a projeção de uma temporada de furacões mais ativa que o normal no Oceano Atlântico neste ano também estão ajudando impulsionar as cotações futuras do açúcar.

     Os contratos com entrega em julho/2020 encerraram o dia a 11,62 centavos de dólar por libra-peso, alta de 0,40 centavo (3,56%) relação ao fechamento anterior.

Câmbio

    O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com baixa de 2,45%, sendo negociado a R$ 5,0850 para venda e a R$ 5,0830 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,0200 e a máxima de R$ 5,2160.

     Fábio Rübenich (fabio@safras.com.br) – Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA