USDA estima superávit na produção mundial de café 2020/21 de 9,8 mi scs

633

     Porto Alegre, 12 de junho de 2020 – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estimou a produção global de café em 2020/21 (julho/junho) no recorde de 176,085 milhões de sacas de 60 quilos, com incremento de 5,5% sobre a safra anterior (2019/20), indicada em 166,936 milhões de sacas. Esta safra passada foi revisada em 2,4 milhões de sacas para baixo pelo USDA, pelo recuo em estimativas na produção do Vietnã, Honduras e México principalmente.

     A safra mundial 2020/21 de arábica é colocada em 101,8 milhões de sacas, no comparativo com 93,8 milhões de sacas de 2019/20. Já a produção de robusta 2020/21 é estimada em 74,285 milhões, contra 73,110 milhões de 2019/20.

     As exportações mundiais de café 2020/21 são indicadas em 137,756 milhões de sacas, contra 132,260 milhões em 2019/20.

     O consumo mundial de café em 2020/21 deve chegar a 166,284 milhões de sacas. Apesar da pandemia do coronavírus, o USDA estima um aumento no consumo global de 1,4%, no comparativo com 163,941 milhões de sacas de 2019/20.

     Assim, o mercado internacional deverá ter em 2020/21 um superávit na oferta contra a demanda de 9,8 milhões de sacas (produção de 176,1 milhões de sacas e consumo de 166,3 milhões de sacas).

     Os estoques finais mundiais de café em 2020/21 são colocados em 41,478 milhões de sacas, no comparativo com 35,095 milhões de sacas de 2019/20.

     Lessandro Carvalho (lessandro@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA