Porto de Paranaguá avalia perdas provocadas por fortes rajadas de vento

356


     Porto Alegre, 1 de julho de 2020 – A Portos do Paraná informa que realiza o levantamento dos danos causados pelo temporal e fortes rajadas de vento que atingiram o Litoral do Estado, na última terça-feira (30/06). Equipes das diretorias de Operações e Engenharia e Manutenção da empresa pública trabalham em conjunto com os departamentos técnicos das demais empresas que atuam nos portos paranaenses. Não houve feridos e os danos registrados até o momento foram apenas materiais.

     O Pátio de Triagem de Caminhões está sem energia, desde as 17h30 de ontem (30/6) até a publicação desta nota. Para dar continuidade ao fluxo de chegada dos veículos, a equipe recolhe as notas e recebe os caminhões para evitar filas na rodovia. No local, houve destelhamento do Centro Receptivo e danos à estrutura da Operação de prevenção à COVID-19.

      Os prédios administrativos registraram quedas de árvores e, em locais como o almoxarifado e garagem, o vento também arrancou telhas e estrutura dos telhados. A comunicação via telefone está sendo reestabelecida.

     Na faixa portuária, a equipe está in loco avaliando os estragos provocados. Sem energia, as balanças nos portões de entrada estão funcionando com gerador próprio. Entretanto, a falta de energia na área portuária prejudica a descarga em armazéns e esteiras. Dois equipamentos para carregamento de navios (shiploaders) foram deslocados pela força dos ventos.

     No píer público de infamáveis, bem como nas áreas privadas que operam líquidos, não foram registradas avarias.

     Os alertas para ventos fortes permanecem e a Marinha do Brasil emitiu novo alerta de mau tempo para os Estados de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia. Tão logo a Portos do Paraná tenha um relatório fechado sobre os danos, emitirá novo comunicado.

Copyright 2020 -Grupo CMA