Quatro grandes privatizações serão anunciadas em até 90 dias, diz Guedes

354

     Porto Alegre, 6 de julho de 2020 – O governo federal deve anunciar quatro grandes privatizações ao longo dos próximos três meses, afirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista à CNN Brasil. Ele se recusou a dizer quais seriam as empresas estatais que entrariam na fila de venda, mas acrescentou que gostaria de privatizar “todas” as estatais.

     O ministro disse que as privatizações “não andaram num ritmo satisfatório”, mas que elas serão retomadas em parte para enviar a mensagem de que não haverá aparelhamento destas empresas apesar da aproximação política do presidente Jair Bolsonaro com partidos do chamado centrão – bloco do Congresso que controla cerca de um terço dos assentos do Legislativo.

     “Vamos fazer quatro grandes privatizações nos próximos 30, 60, 90 dias. Vocês vão saber já, já. Justamente para mostrar o seguinte: não é disso que se trata [ocupação das estatais por partidos aliados]. Ficamos um ano mapeando tudo isso. Vamos demonstrar que isso não vai ser assim”, disse ele.

     Guedes mencionou que as subsidiárias da Caixa Econômica Federal são bons ativos para se vender, e que “este ano é excelente para fazer IPO grande”, em referência à abertura de capital destas companhias. Os Correios, segundo ele, também entrarão na lista de privatizações, mas Guedes não quis dizer se esta será uma das grandes desestatizações dos próximos três meses. As informações são da Agência CMA.

     Revisão: Rodrigo Ramos (rodrigo@safras.com.br) / Agência SAFRAS

Copyright 2020 – Grupo CMA